É tempo de descobrir Saniclau #1

Queremos saber como os nossos visitantes descobriram a Ilha de São Nicolau!
Por isso, vamos explorar os cinco sentidos e as memórias de quem visitou São Nicolau e deseja voltar muito em breve!

 

É TEMPO DE DESCOBRIR SANICLAU com João Ministro

Para João Ministro, a Ilha de São Nicolau surpreende pelas paisagens de montanha e de vales agrícolas, pelo sabor especial das papas-de-milho (xerém), pelo bonito som do crioulo e pelo aroma irresistível da papaia fresca servida ao pequeno-almoço!

 

1. O que sentiu quando chegou à ilha de São Nicolau?

“Um grande sentimento de descontração, segurança e deslumbramento pela paisagem!”

2. O que mais o impressionou na sua estadia?

“Várias coisas, nomeadamente a simpatia das pessoas, a saborosa e rica gastronomia local – associada a uma agricultura bastante activa e pujante – e os belos trilhos de caminhada.”

3. Partilhe algo que aprendeu na sua viagem.

“As papas-de-milho de lá são bastante diferentes das nossas e são muito boas! E comem-se a qualquer momento do dia!”

4. Qual a actividade em que participou que mais apreciou?

“Participei em varias caminhadas, momentos culturais, baile, jantares e convívios. Gostei particularmente das caminhadas e dos momentos gastronómicos! E gostei ainda de observar várias aves endémicas de Cabo Verde, novas para a minha lista de espécies observadas, nomeadamente o comum e simpático Pardal-de-Cabo-Verde (Passer iagoensis).”

5. Conte-nos uma história ou um momento especial, ou então fale-nos de uma pessoa que o tenha marcado enquanto esteve em São Nicolau.

“Das duas vezes que lá fui, choveu! E bem! De tal forma que a minha presença ficou humoristicamente associada à ocorrência de períodos de chuva – que são muito preciosos para esta ilha!”

6. As suas viagens à Ilha de São Nicolau contribuíram para alguma alteração na sua vida ou forma de estar?

“Não trouxe mudanças directas evidentes, mas permitiu-me reflectir sobre algo importante: a felicidade não advém das posses que tens! Vi pobreza na ilha, mas ainda assim não vi miséria, nem tristeza. As pessoas são felizes, alegres e afáveis com o pouco que têm! E isso ensina-nos algo importante sobre como devemos viver e sobre como consumir. “

7. Quer deixar algum comentário ou mensagem para quem nos virá visitar no futuro?

“É um destino a descobrir e a explorar! Não se vão arrepender! “

 

Também gostaria de nos vir visitar?

Então comece por nos visitar digitalmente através dos nossos pontos de interesse!

  Partilhar


pt_PTPT
en_GBEN pt_PTPT